CONTATO

  Copyright © 2019. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

VAMOS FALAR SOBRE ADOECIMENTO MENTAL NO TRABALHO?



Primeiro é preciso compreender que não é a atividade em si que esgota, e sim o AMBIENTE PROFISSIONAL ADOECIDO.

No entanto, as empresas não se preocupam com as normas de saúde, higiene e segurança do trabalho, os quais, em sua maioria, optam por uma postura reativa.


Vejamos alguns fatores que podem ocasionar o adoecimento no trabalho:

- DISPUTA e COMPETITIVIDADE;

- COBRANÇA EXCESSIVA;

- ACÚMULO de FUNÇÕES;

- EXIGÊNCIA de PADRÃO INATINGÍVEL;


Como consequência pode haver queda de produção e afetar os lucros da empresa, pois os custos tendem a aumentar devido ao absenteísmo, baixas médicas e/ou substituição temporária dos empregados.

Não fosse só isso, há risco de ações trabalhistas e previdenciárias que também podem determinar o dever de indenizar pelo empregador, seja por dano moral e/ou material, assim como ações regressivas promovidas pelo INSS.

▶Logo, o melhor remédio é a prevenção.

Todavia, as estratégias para enfrentar esse problema devem estar alinhadas com o código cultural da empresa.

Nesse caso, a adoção de um PROGRAMA DE COMPLIANCE trabalhista-previdenciário traz benefícios, inclusive, para o pequeno negócio, uma vez que, identifica, mitiga e remedia os riscos de violações da lei e suas consequências adversas.


Entendendo o caso do Banco Santander:




A Justiça do Trabalho condenou o Banco Santander S.A. a pagar uma indenização de R$ 274 milhões por estabelecer metas abusivas aos trabalhadores, além de provocar o adoecimento mental deles.

O juiz do Trabalho responsável pela decisão, Gustavo Carvalho Chehab, da 3ª Vara do Trabalho de Brasília, disse que "se o réu fosse posicionado na relação de maiores incidências de transtornos mentais ocupacionais, estaria ocupando a sétima posição, a frente de atividades econômicas como hipermercados e telemarketing".

Além de pagar a indenização por danos morais coletivos, a decisão judicial exige que a empresa proíba a submissão de trabalhadores a metas abusivas e que estabeleça essas metas em negociação coletiva com a entidade representativa da categoria.

(FONTE: https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/09/11/santander-e-condenado-por-impor-metas-abusivas-ao-trabalhador.htm?cmpid=copiaecola)


4 visualizações